Web Summit Rio: O que você realmente precisa saber

AUTOR: Roberto Matos

3 min. de leitura

Web Summit Rio: O que você realmente precisa saber

Autor: Roberto Matos

3 min. de leitura

Pela primeira vez reuniram em um só evento nomes de peso das principais empresas do mundo. GitHubAirbnbOnlyFansGoogleNotionNotCoThe New York Times e tantas outras, estiveram no palco trazendo não só as principais apostas para o futuro, mas também a percepção de como o Brasil e a América Latina está inserido nesse ecossistema.

Fazer parte da agenda mundial de grandes eventos de inovação coloca não apenas no centro do palco nossas empresas e empreendedores, como também consolida a posição que temos no cenário de inovação global.


Apesar de muitos ressaltarem os problemas apresentados no evento como as muitas filas para comer, a predominância de opções de junk food nas áreas de alimentação e até da temperatura do ar condicionado, há muito o que comemorar no que foi feito aqui.

AI, AI, AI e daí?

O tema onipresente do Web Summit Rio foi geralmente citado junto com alertas de que o setor precisa de regulamentações específicas.

Teve um pouco de tudo, mas sem dúvida os destaques ficaram para David Droga trazendo uma visão otimista sobre como a IA pode impulsionar a criatividade, ou a palestra de Cassie Kozyrkov, Chief Decision Scientist do Google, pregando que estamos vivendo uma revolução de UX e não uma revolução de IA. Além de Meredith Whittaker, presidente da Signal Foundation, fazendo um importante contraponto ao amplo positivismo relacionado à IA que foi  a maioria esmagadora nos palcos do Web Summit Rio.

A Inteligência Artificial (IA) foi tratada durante o evento como uma ferramenta poderosa na grande revolução do trabalho que estamos vivendo. A pandemia nos obrigou a repensar o nosso modelo de trabalho, e a IA pode ser uma aliada para isso: ela pode fornecer insights para soluções dos desafios globais da humanidade.

Uma explosão de dados se aproxima.

E é claro que não poderíamos falar de tecnologia e inovação sem mencionar a relevância do data analytics, em especial para a experiência do consumidor

Entre os debates do Web Summit Rio 2023, foi discutida a importância das empresas adotarem uma postura data driven, mesmo que de maneira inicial. Para aqueles que ainda não extraem ou exploram os dados de forma direcionada ao CX, a dica é: comece a armazenar os dados que já fazem parte do seu fluxo de operações. Olhe para os processos que já existem no seu negócio e encontre onde os dados estão, o que eles dizem e qual é a melhor maneira de utilizá-los.

O painel “Customer centricity: Looking after your customer in a digital world” trouxe a importância da tecnologia e da inteligência de dados para o processo de automatização e customização do CX, utilizando os dados como fontes preditivas para uma abordagem direcionada

Creators: A tendência da redistribuição de lucros das plataformas.

Na web como conhecemos, poucas plataformas e players têm alcance orgânico e concentram o valor gerado pelo conteúdo. Porém, muitos palestrantes do Web Summit argumentaram que isso tende a mudar.

A CEO da Only Fans, o diretor e empresário Kondzilla e até líderes mais tradicionais, como Sir Martin Sorrell e a CMO da Lego, Julia Goldin, reconheceram que o futuro do marketing e do conteúdo está na democratização das relações e distribuição de valor no digital.

Amrapali Gan, CEO do Only Fans, acredita que esta lógica vai transformar o marketing de influência e relação de players de conteúdos com plataformas. “A ideia é que a plataforma só ganhe dinheiro se os creators ganharem. Realmente colocando quem produz no centro, em vez de anunciantes”, argumentou.

Se o mercado seguir assim mesmo, a máxima do “conteúdo é rei” ganhará ares mais democráticos.

Conclusão

As novas tecnologias, incluindo a Inteligência Artificial, são os grandes impulsionadores da construção do nosso futuro. No entanto, precisamos entender qual futuro desejamos para as próximas gerações.

Devemos ter em mente que a IA afeta a vida de todos nós, e, por isso, é essencial garantir que seu uso seja ético e transparente. No passado, discussões sobre mapeamento genético e clonagem humana foram muito controversas, e o mesmo pode ocorrer com a IA. Precisamos encontrar um equilíbrio entre a discussão sobre produtividade em nossas vidas e o impacto da IA na sociedade.

Conheça nosso programa de parceiros

Ganhe uma Licença Gratuita para sua agência e até 35% de comissão para clientes ativados