Como analisar o seu e-commerce

AUTOR: Roberto Matos

5 min. de leitura

Como analisar o seu e-commerce

Autor: Roberto Matos

5 min. de leitura

Da mesma forma que é praticamente impossível dirigir com segurança sem o painel do carro, não há como administrar uma empresa sem o auxílio de um dashboard de análise de performance. Para que seu e-commerce seja lucrativo, você precisa analisar os resultados e sempre estar em busca de medidas que possam potencializar metas.

Mas quais seriam essas informações necessárias? Como analisar o desempenho do seu e-commerce? Vou mostrar tudo para vocês aqui.

Defina metas

Não há como conseguir respostas, se você não fizer perguntas.

O primeiro passo é mapear os pontos fortes e fracos do site, qual finalidade terá a estratégia que empregaremos e quais KPIs vamos usar para medir os resultados.

Cada objetivo requer KPIs específicos que mostram se estamos ou não no caminho certo. Por exemplo, se o seu objetivo for fazer com que os clientes façam uma segunda compra, você pode usar taxa de retorno, quantidade de vendas e para cada estratégia usar algumas métricas específicas. Se você propor frete grátis, pode fazer um teste A/B e ver se as vendas crescem com esse recurso.

É sempre bom usar como inspiração os cases que encontra na internet, mas tome cuidado porque temos público-alvo, localização, esforços de marketing e vendas diferentes. Sua marca não necessariamente vai performar como a outra performou.

Determine a rotina de acompanhamento

Ter uma rotina pré definida é muito importante. Até porque, acompanhar as informações a cada 3 dias te dá uma perspectiva de analise completamente diferente das retiradas uma vez por mês.

Mas calma lá. Não estou falando para você escolher apenas uma frequência. Muito pelo contrário, dependendo dos resultados esperados, é bom fazer uma analise semanal – assim você poderá reverter estratégias que não estão performando o mais rápido possível e focar no que traz resultado –  e uma analise mensal – para saber o quão perto você está de atingir a meta em uma perspectiva mais ampla.

Tudo depende do seu objetivo.

Quais os principais dados na análise do e-commerce?

O que é prioridade para o seu negócio? Quais os indicadores chaves que mostram o quão perto você está de atingir seu objetivo?

Essas métricas são as que precisam de mais atenção. Claro que temos também algumas que ajudam a dar embasamento à ela e, com isso, minimizar os possíveis erros e falhas.

Pensando nisso, a Keep.i tem um modelo de dashboard focado para analise de e-commerce:

dashboard de e-commerce

Nele, temos as métricas que constamos ser as mais necessárias na hora de medir a performance de um e-commerce. Aqui vou explicá-las e mostrar como você pode usá-las a seu favor.

Entendendo o site

  • Sessões: número total de visitas no site
  • Usuários Únicos: número total de visitantes no site
  • Porcentagem de Novas Sessões: proporção de visitas ao site pela primeira vez.
  • Taxa de Rejeição: frequência com que os visitantes abandonam o site sem realizar nenhuma interação.

Ao acompanhar as sessões e os usuários, podemos ver com que frequência o público-alvo têm voltado ao site.

Acompanhar o tempo que eles passam em cada página e quantas páginas eles olham por sessão também te ajuda a ter uma noção a respeito da usabilidade do site.

Se o consumidor encontra o que procura e se a campanha está bem segmentada (pois, se o usuário sai logo após entrar no site ou não efetua nenhuma ação dentro deste, pode ser que o anúncio não seja para ele ou que ele interpretou errado a campanha e se decepcionou ao visitar o site).

Se o seu objetivo é trazer mais pessoas ao site, aumentar a porcentagem de novas sessões é essencial e mostra que a meta está sendo batida. Mas, essa nem sempre é a melhor estratégia, visto que, segundo o Kotler, conquistar um novo cliente custa 5 vezes mais do que manter um antigo.

Conversões

analise seu ecommerce com dashboards em tempo real
  • Taxa de conversão de e-commerce: frequência com que as pessoas acessam e compram.
  • Receita gerada: esse é o total de receita gerada pelo e-commerce e transações web.
  •  Transações: numero total de transações realizadas no e-commerce
  •  Receita média por transação: valor médio de cada transação

Saber quanto cada consumidor gasta em cada transação é essencial para entender seu público e quanto ele está disposto a gastar. Com isso você pode determinar melhor preços e promoções de acordo com seu público.

Estes são geralmente os dados que precisam de mais atenção e um olhar constante, pois estão relacionados diretamente com as vendas e com a saúde financeira do seu negócio.

É necessário sempre formular hipóteses a respeito do que leva as pessoas  a comprarem. Analise os produtos mais comprados e veja o que eles tem em comum, seria o texto? A imagem? A facilidade de encontrá-lo no site? Campanhas recentes a respeito dele? Então você testa cada uma dessas hipóteses com outras páginas e produtos e descobre a melhor forma de apresentar e vender cada produto de seu e-commerce.

Análise de páginas/produtos

  • Produtos mais vendidos: lista dos produtos mais vendidos em seu e-commerce
  • Páginas visualizadas: quais paginas foram mais visualizadas
  • Conversões por source/medium: lista de origem e mídia que mais geram conversões de meta no site
  • Receita por source/medium: lista de origens com mais receita no e-commerce

Se a sua meta, por exemplo, for aumentar as vendas casadas, aumentar a quantidade de itens vendidos por compra ou aumentar a compra da base de clientes, saber quais produtos mais vendidos e quais produtos as pessoas compram juntos ou quais produtos interessam aos clientes do produto X pode ajudar a montar estratégias de marketing personalizadas. Para isso, manter os olhos nos produtos mais vendidos e nas páginas visualizadas é essencial.

Ao analisar as origens de conversões você consegue determinar onde investir mais e onde cortar investimento visto a quantidade de conversões.

Até porque, você não quer gastar dinheiro em campanhas que não estão gerando retorno, é muito melhor redistribuir essa verba com a frequência necessária e se manter testando as origens.

Talvez o problema nem seja a origem e sim o formato da campanha ou o texto que está sendo exibido no anúncio. Teste o máximo de hipóteses que conseguir para resultados precisos.

Foque nos períodos

Os e-commerces são amplamente impactados por datas comerciais e períodos específicos como fim e começo de mês. Conseguir entender quais os melhores e piores momentos para as vendas no seu comércio eletrônico vai te ajudar a focar esforços de mídia no momento que trouxer melhor resultados e não estranhar quedas em acessos e vendas. Com esta análise de dados no e-commerce, você pode pensar em ações assertivas para cada época do ano e até do mês.

Funil

Para entender onde temos brechas para erros e onde temos a possibilidade de melhorar a performance, é essencial mapear todo o funil do consumidor e ter métricas para analisar cada processo de compra.

Considere:

  • Visitantes;
  • Número de páginas;
  • Colocou itens no carrinho;
  • Cadastro efetuado;
  • Pedido efetuado.

Vale ver até que página da etapa de compra que foi, se saiu antes de concretizar o pedido e quantas pessoas finalizaram o pedido.

Assim você será capaz de compreender onde estão os pontos fracos e fortes da sua estratégia e como melhorá-los individualmente.

Entenda o seu público-alvo

Ter uma persona bem delimitada é essencial, saber quais áreas geográficas poderiam ser priorizadas nas campanhas fará com que tenha como criar estratégias de marketing digital cada vez mais segmentadas e assertivas.

Além de uma linguagem no site que tenha a ver com o seu público.

Lembre-se que a análise de desempenho não é um objetivo, ela é o início de um novo planejamento.

Conheça nosso programa de parceiros

Ganhe uma Licença Gratuita para sua agência e até 35% de comissão para clientes ativados