Login
Insights

ESG: o que é? Como implementar?

Práticas ESG (sigla para Environmental, Social e Governance) já estão presentes na nossa rotina, porém, às vezes, surge a dúvida se vale mesmo adotar essas medidas na sua empresa.

 

As empresas que têm adotado premissas ESG, que em português significa Ambiente, Social e Governança, vem ganhando um valor considerável de mercado, principalmente para investidores.

Empresas também têm interesse em adotar  demandas ambientais, sociais e de governança, pois elas servem como selo de qualidade e deixam valores morais mais explícitos.

E muitas vezes, investidores, definem quando e onde investir a partir da garantia de transparência presente na relação entre acionistas e empresas em acordo com a ESG.

Nesse artigo você vai ver:

• ESG: Como surgiu o termo e o que significa
• Pilares ESG: Onde influenciam e seus impactos
• Consumidores x Investidores: Qual a importância para ambos
• Como as práticas podem ajudar seu negócio
• 10 dicas ESG: Como adotar práticas mais sustentáveis
• Dicas de livros sobre o tema
• Conclusão: Com ESG, você colhe o que planta.

ESG: como surgiu o termo e o que significa

O termo ESG surgiu em 2004, no relatório “Who Cares Wins“, do Pacto Global em parceria com o Banco Mundial, após o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, questionar 50 CEOs de instituições financeiras sobre inclusão de práticas ambientais, sociais e de governança.

Paralelamente, a UNEP-FI lançou um artigo chamado Freshfield, onde apresentava a relevância de aderir aos hábitos ESG do ponto de vista financeiro.

Cada letra da sigla representa um pilar, ao mesmo tempo que os pilares referem-se aos hábitos que as empresas devem aderir, como leis de preservação, metas de inclusão, transparência, etc…

Ambiental:

A empresa deve refletir e revisar suas operações para garantir que a rotina busca preservar o meio ambiente e ser menos nociva possível.

Ou seja: descarte de lixo, utilização de água e o consumo de quaisquer recursos naturais devem ser feitos de maneira consciente, para garantir a reposição de matéria-prima e diminuir a emissão de CO2, por exemplo.

Social:

Social ou Sociedade, é o valor que defende o local de trabalho como um ambiente confortável para todos os colaboradores, sendo assim, a empresa é a responsável por garantir o bem-estar geral.

Além do mais, o “S” também prevê busca por incentivos à diversidade e inclusão em todos os setores da organização.

Governança:

Por fim, esse pilar diz respeito à administração, que preza principalmente pela transparência dos líderes com investidores e colaboradores.

Também é importante frisar que a diversidade citada no “Social” se aplica novamente aqui, por isso, a gestão deve procurar ser diversa, evitar fraudes e favorecer a manutenção do código de ética.

Dessa forma, é perceptível que os pilares da sigla se conectam entre si, criando um ciclo que interliga todos os setores de forma mais humana, diversa, coerente, transparente e sustentável.

Gráfico ESG

fonte gráfico:

Brokerdealer

Pilares ESG: o que influenciam e seus impactos.

ESG e diversidade

Adotar os pilares ESG como parte da cultura empresarial traz impactos positivos tanto financeiros, quanto no bem-estar geral, pois preserva o meio ambiente, a qualidade dos relacionamentos e traz uma gestão humanizada e transparente. 

Os quesitos ambientais (E), reduzem custos através da reciclagem, reaproveitamento de materiais usados e sobretudo investimentos em redução do consumo energético. 

Nas questões sociais (S), a diversidade e inclusão social nos times trazem ótimos resultados, pois além de visões de mundo diferentes, aumenta a possibilidade de se contratar talentos.

E por fim, através dos quesitos governamentais (G), é possível demonstrar a independência e integridade de uma empresa, além de emanar mais confiabilidade e competência por parte da gestão.

Assim, se demonstra transparência entre as relações e representatividade na equipe.

Tudo isso, traz mais segurança a investidores e consumidores, pois torna possível acompanhar transações e negociações, criação de novas estratégias, resultados anuais, tomadas de decisões e etc… 

Portanto, práticas ambientais, sociais e de governança são, muitas vezes, fator decisivo nas escolhas de investidores e clientes.

Consumidores e investidores: qual a importância para eles?

ESG para consumidores

A busca pelo termo ESG aumentou nos últimos anos, e a valorização das ações de empresas que se adequam às práticas também.

Então, trago aqui estão alguns dados que demonstram esse crescimento, e consequentemente, a importância da aderência a essas condutas:

O Morgan Stanley Bank (NYSE: MS) realizou uma pesquisa que apontou que 90% dos investidores e consumidores entre 18 e 30 anos, têm mais interesse em produtos e empresas sustentáveis, e se dispõe a pagar mais por isso.

A busca por termos como “ESG o que é?” está crescendo exponencialmente nos últimos 5 anos (desde 2016).

ESG no Google Trends

Além disso, em 6 meses, o número de fundos com selo ESG presentes na plataforma da Órama Investimentos cresceu 200%.

“Não tem volta: isso vai ser o padrão daqui para frente.”
• Sandra – Estrategista-chefe da Órama Investimentos

Só no Brasil, de acordo com um levantamento feito pela Morningstar e pela Capital Reset, fundos ESG arrecadaram R$2,5 bilhões em 2020.

Esses e muitos outros dados nos mostram que, não só a procura pelo termo vem crescendo, como a valorização de empresas que adotam o selo ESG no mercado.

Ou seja, adotar os valores ESG na sua empresa, representa enorme vantagem na corrida por investidores, tanto hoje, quanto no futuro.

Quer aprender mais sobre dados?

Leia aqui!

Análise de dados: enquanto BI cria dashboards, quem analisa os resultados?

Análise de dados: 8 dicas sobre

Como fazer mídia digital sem Google e facebook?

No que as práticas ESG podem ajudar seu negócio?

Para investir em uma mudança cultural da sua empresa, primeiramente é importante ter certeza do potencial desse investimento, e por isso trouxemos estudos tangíveis.

De acordo com um estudo da Mckinsey, as organizações que abraçam a diversidade étnica tem 35% mais chance de performar melhor do que uma empresa não diversa.

E 15% mais, quando acolhem a diversidade de gênero.

Uma pesquisa da PwC mostra que, até 2025, 57% dos ativos de fundos mútuos na Europa serão investimentos baseados em critérios ESG.

Em valores monetários, isso significa aproximadamente U$ 8,9 trilhões.

Além disso, o mesmo estudo apontou que 77% dos investidores pretendem parar de investir em empresas que não adotem os pilares ESG nos próximos dois anos.

É possível mudar a cultura da sua empresa do zero, ou somente adaptar algumas questões necessárias.

Por isso é importante fazer uma análise aprofundada e buscar  assertividade nas melhorias a serem executadas.

4 passos ESG: como adotar práticas mais sustentáveis

Sustentabilidade e crescimento, pilares das inciativas ESG

Na maioria das vezes, os primeiros passos são pequenas mudanças que causam grande impacto e abrem portas para evoluções.

Algumas dicas de como movimentar-se em direção a suas metas ESG:

Primeiro passo:

Antes de tudo, entenda as necessidades da sua empresa, do ambiente ao seu redor, e trace um direcionamento sólido. Se sua empresa puder atender todos os pilares ESG, comece aos poucos.

Em um primeiro momento é necessário estabelecer um dos pilares como fundamento, para então, fazer todas as mudanças acontecerem de forma gradual.

Por exemplo: se sua empresa tem como aplicar mais facilmente as práticas sociais, ou seja, diversificar os times, rever as políticas da empresa para serem mais humanas, foque primeiro nisso.

Porém ao atingir todas as metas, você deve para o próximo pilar. Assim sua empresa pode continuar crescendo enquanto faz a transição para a nova cultura.

Segundo passo:

Agora que você decidiu melhorar, é importante investir em conteúdo e buscar talentos. Podem ser colaboradores capazes de desempenhar as funções necessárias ou empresas terceirizadas e ferramentas que auxiliem nessa transição.

Um bom analista de dados pode ser importante, pois é necessário filtrar tudo, estudar fatos, e analisar a melhor estratégia para seu negócio. 

Assim, sua empresa não corre o risco de se perder ao fazer muitas mudanças ao mesmo tempo, e encontra a melhor maneira de buscar um retorno positivo.

Terceiro passo:

Confiar nos estudos sobre a necessidade de uma organização inclusiva e aderir é importante para garantir retorno o mais rápido possível.

Práticas mais sustentáveis, como reciclagem, redução do consumo energético ajudam a reduzir custos e criam uma relação mais saudável com o meio ambiente

Portanto, com uso painéis solares e cisternas, torneiras de banheiro inteligentes que economizam água, por exemplo você otimiza o seu consumo. 

Ter um time mais diverso, com etapas de trabalhos claras, pode aumentar a produtividade e o engajamento.

Informe-se para incluir as pautas à sua rotina empresarial.

Quarto passo:

Estude sobre o assunto, existem muitos livros, documentários, podcasts, artigos e filmes, além de cursos, é claro.

Um passo inicial, é o curso de Finanças Sustentáveis, da Universidade De Cambridge. 100% online, à distância, com temas muito importantes para quem quer se aprofundar.

Alguns livros para você que quer entender mais

Agora que a importância da mudança de hábitos nas nossas gestões e vidas ficou mais clara, separamos alguns livros para quem quiser se aprofundar e estudar mais sobre o assunto:

A revolução decisiva

Autor: Peter Senge, Bryan Smith, Nina Kruschwitz, Joe Laur e SAra Schley.

Gestão empresarial e sustentabilidade

Autor: Arlindo Philippi Jr

ESG Investing for Dummies

Autor: Brendan Bradley

Você é o que você faz – Como Criar a Cultura da Empresa

ESG

Autor: Ben Horowitz

Conclusão: com ESG você colhe o que planta

ESG promove mais engajamento nas empresas

Hoje em dia, mais da metade da população brasileira prefere investir e consumir empresas e produtos com pilares ESG.

Acompanhar as mudanças do mercado pode gerar novas oportunidades.

Seja como for, informe-se o quanto antes, esteja sempre antenado nas notícias e no seu negócio e invista constantemente em melhorias.

Estude e mantenha-se alinhado com o futuro. Assim você se adequa à cultura sustentável.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound