Login
Dados

Análise de dados: enquanto BI cria dashboards, quem analisa?

Análise de dados em dashboards é a tarefa mais importante para profissionais que precisam tomar decisões rápidas. Mas no dia a dia das áreas de marketing e BI, a maior parte da energia é empregada em tarefas manuais como: estruturação de dados em planilhas e integrações.

Consolidar dados de campanhas de marketing com a ponta de vendas, com a máxima agilidade, é considerada hoje uma das atividades estratégicas das áreas de business intelligence, em empresas que desejam atingir alta performance.

Não é novidade para CEOs e CMOs, que os dados gerados em suas campanhas de marketing digital, quando analisados em dashboards e mensurados junto aos CRMs, mostram métricas importantes como os custos de aquisição, custo do lead, ROI, ROAS entre outros KPIs essenciais.

Só que as áreas de gestão das empresas, precisam analisar esses dados em períodos de tempo cada vez mais curtos, se possível em tempo real, para tomar decisões rapidamente.

Ok, o mercado reconhece a importância da agilidade nas análises, para tomar decisões. Isso está na boca dos profissionais e nos posts do mainstream do marketing. Mas você sabe o que acontece nos bastidores?

Sabe quanto tempo profissionais de BI e analistas de dados gastam coletando informações e gerando dashboards, planilhas e integrações para que possamos tomar decisões rápidas?

Nesse conteúdo exploramos um assunto muito discutido no cenário internacional.

Apesar do mercado de análise de dados e geração de dashboards no Brasil ainda ser incipiente, o problema de produtividade dos times de marketing é uma realidade e o setor busca soluções.

Vamos abordar os seguintes temas:

  • Analisar dados, ou gerar dashboards?
  • Baixa produtividade ameaça as áreas análise de dados
  • Mas como garantir que analistas, de fato analisem?
  • Como automatizar integrações, estruturação dos dados, dashboards e suas análises?
  • Ferramentas de automação, integração e visualização de dados

Analisar dados ou gerar dashboards?

O mercado de trabalho busca profissionais de BI, para trazer agilidade e relatórios que engajem os decisores e ajudem a escolher as estratégias mais assertivas para os rumos dos negócios.

Mas na maioria das vezes esses profissionais ficam tão ocupados coletando, limpando e estruturando bases de dados em planilhas, desenvolvendo integrações e criando dashboards, que mal têm tempo de analisar dados e gerar insights para ajudar as lideranças a tomar decisões.

Segundo uma pesquisa da Gartner, feita em 2020 com 400 gestores de marketing, os melhores profissionais de dados e BI gastam 65% do seu tempo preparando e estruturando dados e apenas 35% é usado para analisar, gerar insights.

Espera-se que profissionais analisem dados e tomem decisões rápidas, porém no dia a dia das áreas de marketing e BI, a maior parte da energia é empregada em tarefas manuais como geração de dashboards e integrações.

Os profissionais mais caros do mercado dedicam mais tempo a trabalhos manuais do que ao que faz a diferença: gerar valor e construir ideias.

Quando levamos essa visão macro do mercado, para um cenário mais micro, de dentro das áreas de marketing e BI, podemos entender impacto negativo na produtividade, com profissionais caros e experientes alocados em áreas pouco estratégicas e executando funções operacionais.

Você pode ver mais a respeito nesse artigo da Gartner.

Baixa produtividade ameaça as áreas de análise de dados

Quanta competitividade as empresas perdem, alocando grandes investimentos em profissionais competentes e altamente graduados, que acabam subutilizados executando trabalhos manuais?

Profissionais de marketing gastam horas de trabalho, sem que possam endereçar de fato o que é mais importante: a análise dos dados em dashboards e geração de valor a partir deles.

Além disso, como é possível tomar decisões assertivas com agilidade, se vemos dados que passaram por um longo processo de estruturação manual e muitas vezes não refletem o que está acontecendo?

Todas essas questões são consideradas um grande problema e geram amplas discussões nas áreas de marketing e BI.

Cada vez mais, CMOs e VPs de marketing se frustram com um cenário desanimador, como você verá na pesquisa da Gartner mais a diante.

Times de marketing e tecnologia tentam resolver a questão, para que profissionais de análise de dados gerem mais insights para aumentar a receita.

Segundo o Gartner Marketing Analytics Survey de 2020: “enquanto CMOs continuam investindo em marketing de dados e capacitação analítica dos seus times, muitos não estão satisfeitos com os resultados”.

Pesquisa Gartner

Você pode baixar a pesquisa aqui.

De acordo com a pesquisa, apesar dos grandes desafios, CMOs ainda estão otimistas com o futuro do marketing analítico. Por isso acreditam que seus times de business intelligence vão crescer nos próximos dois anos, para gerar maior impacto nos negócios.

Os gestores de marketing entrevistados, entendem que seus analistas de dados continuarão trabalhando manualmente na coleta e estruturação dos dados, para análises.

Em plena era da automação, ainda precisamos de humanos para gerar planilhas e integrações.

A Gartner faz uma recomendação para que as organizações consigam maximizar seus resultados:

continuem priorizando os investimentos em tendências de automação, que tornem as análises mais rápidas e eficazes, para que essas informações tenham maior influência sobre os resultados comerciais.”

Gartner Marketing Analytics Survey 2020.

Não à toa, a maioria dos c-levels entrevistados, não está feliz com os resultados de suas estratégias de marketing.

Entrevistados revelaram travar uma batalha constante para provar a efetividade e o retorno sobre seus investimentos. Por outro lado, assumem que muitas vezes as ferramentas utilizadas nas operações são rudimentares e não trazem informações importantes como o próprio ROI.

Os executivos atribuem os baixos resultados do marketing analítico a duas causas principais: o excesso de tempo empregado pelos profissionais de análise na preparação manual dos dados e como consequência, o baixo número de insghts gerados.

É necessário ter muita agilidade na coleta e análise das informações, para se manter competitivo. Hoje é possível ter tudo isso em tempo real.

Mas como garantir que analistas, de fato analisem?

O grande desafio do marketing 4.0 é direcionar os esforços de seus analistas, exclusivamente para a análise dos dados e libertá-los das obrigações operacionais.

CEOs, CMOs e VPs de marketing acreditam que a melhor alternativa para suas áreas de análise são as ferramentas que automatizam processos operacionais como estruturação de dados, geração de dashboards e a automação dos insights!

“Profissionais de marketing que investem em automação têm maior probabilidade de ficarem satisfeitos com os resultados de suas áreas de marketing”.

Gartner Marketing Analytics Survey 2020.

Para comprovar esse fato, o gráfico abaixo mostra que os profissionais das áreas de análises e BI gastam em média 64% do tempo fazendo integrações e o gerenciamento dos dados, enquanto apenas 33% do tempo é empregado em analisar dados e gerar insights.

Pesquisa Gartner Análise de dados
Pesquisa Gartner

“À medida que as atividades de análise se tornam cada vez mais automatizadas, as equipes de marketing devem adaptar seu papel dentro da empresa. Invés de serem gerenciadores de bases de dados e criadores de dashboards, precisam ser parceiros estratégicos para o CMO.”

Gartner Marketing Analytics Survey 2020.

Que ler mais sobre marketing e análise de dados?

Vsiualização de dados do começo ao fim

5 dificuldades de se trabalhar com análise de dados.

Como fazer mídia digital sem Google e Facebook?  

A cultura é a maior barreira para o sucesso dos dados. 

Por que sua empresa precisa investir em alfabetização de dados? 

Como automatizar as integrações, estruturação dos dados, dashboards e suas análises?

Hoje existem diversas ferramentas que ajudam na automação de algumas tarefas manuais.

As mais conhecidas e usadas pelos profissionais são o Google Data Studio e o Power BI. Mas essas ferramentas resolvem de fato o grande problema das divisões de marketing?

Para responder essa pergunta, podemos usar uma pesquisa que fizemos com os próprios clientes da Keep.i e outros profissionais de performance e análise da dados.

Segundo a maioria dos entrevistados, ferramentas como o Google Data Studio e o PowerBI demandam muito tempo das áreas de análises, no desenvolvimento de integrações e dashboards e na coleta dos dados.

Além disso a descentralização e a demora na atualização das informações também são problemas recorrentes em nossa pesquisa.

Se você sente necessidade de desafogar seu time de análise de dados e BI, das tarefas operacionais para o desenvolvimento de dashboards, o PowerBI e o Data Studio não serão capazes de otimizar sua operação.

Para isso sugerimos ferramentas que realmente automatizem as integrações e tirem das atividades dos times de marketing as tarefas manuais.

Só assim você poderá concentrar os analistas nas funções que realmente agregam valor ao seu negócio: analisar dashboards e gerar insights!

Ferramentas de automação, que facilitam as integrações, a visualização e análise de dados em dashboards são grande tendência no cenário mundial.

Para garantir a agilidade, é importante que os profissionais de marketing recebam e analisem instantaneamente dados de todos os canais usados em suas estratégias de tração como: SEM, SEO, mídias sociais, ferramentas de automação de marketing, CRMs e ferramentas de social listening.

Ferramentas de automação, integração e visualização de dados.

Não encontramos facilmente esse tipo de plataforma no mercado nacional.

Já no mercado internacional temos soluções muito robustas. No entanto, elas têm valores de setup e licença em dólar e o investimento pode se tornar inviável.

Mesmo quando equiparado ao custo das horas que se consome nas áreas de análise de dados e BI, para a coleta, organização de dados e geração de dashboards.

Fora os altos valores, as ferramentas estrangeiras, normalmente não tem escritório no Brasil e não oferecem suporte direto, apenas pelos canais digitais.

Quando se trata de problemas de integrações, que impossibilitam as análises de campanhas, um chamado com tempo de atendimento longo e demora na resolução, pode custar caro.

Você vive esse dilema nas suas áreas de marketing e BI e precisa de mais automação?

Se você deseja que seus profissionais analisem dados ao invés de gastar horas e horas gerando planilhas, integrações e dashboards, entre em contato conosco.

Veja um de nossos dashboards em tempo real!

Nossa plataforma de visualização de dados oferece integrações plug and play com a grande maioria dos canais. Mídias sociais, ferramentas de social listening, Google Ads e G.A, Youtube ads, diversas plataformas de automação de marketing e CRMs.

Desde o canal de marketing até a ponta de vendas, nós conseguimos consolidar esses dados e entregar o datavis em tempo real. É tudo o que você precisa para ganhar competitividade num mercado cada vez mais saturado.

Garanta que seu time de análise utilize o tempo da melhor maneira, analisando dados e gerando insights.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus colegas de trabalho!

 

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound